Guia de início rápido do Google AI Studio

{# Ao modificar este comando, não se esqueça de atualizar também "images/add_variable.png". }

O Google AI Studio é um ambiente de desenvolvimento integrado baseado em navegador para prototipagem com modelos generativos. Com o Google AI Studio, é possível testar modelos rapidamente e com diferentes comandos. Quando estiver contente com sua criação, você poderá exportar esse conteúdo para um código na sua linguagem de programação preferida, com a tecnologia da API Genmini.

Página inicial do Google AI Studio

Comandos e ajuste de modelos

O Google AI Studio oferece várias interfaces para comandos projetados para diferentes casos de uso:

  • Comandos de formato livre: oferecem uma experiência aberta para gerar conteúdo e respostas a instruções. É possível usar dados tanto de imagens quanto de texto para seus comandos. Saiba mais

  • Comandos estruturados: esta técnica permite orientar a saída do modelo fornecendo um conjunto de exemplos de solicitações e respostas. Use essa abordagem quando precisar de mais controle sobre a estrutura de saída do modelo. Saiba mais

  • Solicitações de chat: use comandos de chat para criar experiências de conversa. Essa técnica de comandos permite que várias rodadas de entrada e resposta gerem saídas. Saiba mais

O Google AI Studio também permite alterar o comportamento de um modelo usando uma técnica chamada ajuste:

  • Modelo ajustado: use essa técnica avançada para melhorar as respostas de um modelo para uma tarefa específica ao fornecer mais exemplos. O ajuste só está disponível para modelos PaLM legados. Ative a opção Mostrar modelos legados em Configurações para ativar essa solicitação. Saiba mais

Exemplo de comando de formato livre: saiba mais sobre um edifício

As habilidades multimodais do Gemini permitem solicitar o modelo com uma combinação de imagens e texto. Por exemplo, você pode usar esse recurso para saber mais sobre uma construção mostrada em uma imagem.

Etapa 1: criar um comando com texto e imagens

Para criar um comando multimodal:

  1. Acesse o Google AI Studio.
  2. No painel esquerdo, selecione Criar novo > Comando de formato livre.
  3. No campo Modelo da coluna à direita, selecione um modelo que aceite imagens, como o modelo Gemini Pro Vision.
  4. Na área de texto do prompt, digite o seguinte:

    look at the following picture and tell me who is the architect
    
  5. Na barra Inserir acima da área do prompt, selecione Imagem e escolha uma das imagens de exemplo de um edifício.

  6. Na parte de baixo da janela do app, selecione Run para gerar uma resposta a essa solicitação.

Etapa 2: adicionar uma variável substituível ao comando

Na etapa 1, você solicitou ao modelo uma string fixa de texto e uma imagem. Mas, às vezes, você quer mudar dinamicamente partes de um comando. Por exemplo, se você estiver criando um aplicativo interativo, poderá modificar o comando com diferentes entradas do usuário. Para isso, parametrize os comandos usando variáveis.

Substituir solicitação de informação por uma variável

Para adicionar variáveis aos comandos:

  1. Selecione a palavra ou frase que você quer substituir no comando. Nesse caso, selecione o texto: who is the architect.
  2. No cabeçalho Inserir: acima do prompt, selecione {{ }} Testar entrada.
  3. Na tabela Testar seu comando abaixo dele, adicione outro valor a ele. Para isso, selecione Adicionar exemplo de teste e insira um valor extra. Fique à vontade para adicionar vários valores de entrada novos.
  4. Na parte de baixo da janela do app, selecione Run para gerar uma resposta para cada uma das solicitações variáveis.

Etapa 3: testar parâmetros do modelo

Durante a prototipagem do comando, você também pode testar as configurações de execução do modelo no lado direito do aplicativo. Estas são as principais configurações:

  • Modelo: selecione qual modelo você quer responder aos comandos. Para mais informações sobre os modelos e recursos disponíveis, consulte Modelos.
  • Temperatura: controla quanta aleatoriedade é permitida nas respostas do modelo. Aumentar esse valor permite que o modelo produza respostas mais inesperadas e criativas.
  • Máximo de saídas: aumenta o número de respostas que o modelo retorna para cada solicitação. Essa opção pode ser útil para testar comandos rapidamente, gerando várias respostas para um único comando.
  • Configurações de segurança: ajuste as configurações de segurança para gerenciar as respostas do modelo. Para ver mais detalhes sobre esses controles, consulte as Configurações de segurança.

Etapa 4: próximas etapas

Agora que o protótipo de um aplicativo de IA generativa foi criado, salve seu trabalho ou gere código para usar esse comando no seu próprio ambiente de desenvolvimento.

Para salvar o comando que você criou:

  1. No canto superior direito do app Google AI Studio, selecione Salvar.
  2. Conecte o aplicativo à sua conta do Google Drive, caso ainda não tenha feito isso.
  3. Na caixa de diálogo Salvar prompt, insira um Nome do prompt e uma Descrição opcional e selecione Salvar.

Para exportar o comando que você criou como código:

  1. No canto superior direito do app Google AI Studio, selecione Receber código.
  2. Selecione uma guia de linguagem de programação.
  3. Selecione Copiar para copiar o código para a área de transferência.

Exemplo de comando estruturado: criar um gerador de textos para o produto

Até agora, você aprendeu como solicitar o modelo com uma instrução (look at the following picture and tell me who is the architect). No entanto, às vezes, é possível conseguir resultados melhores ao solicitar o modelo com uma combinação de instruções e exemplos. Os comandos estruturados no Google AI Studio ajudam você a fazer exatamente isso, combinando instruções com exemplos para mostrar ao modelo o tipo de saída que você quer, em vez de apenas informar o que fazer. Esse tipo de comando, chamado comando few-shot, é útil quando você quer que o modelo mantenha um formato de saída consistente (por exemplo, json estruturado) ou quando é difícil descrever o que é preciso para o modelo. Nesta seção, você vai aprender a criar comandos estruturados no Google AI Studio.

Etapa 1: criar um comando estruturado

Neste exemplo, você criará um comando estruturado que gera o texto publicitário dos produtos. Para começar, defina a estrutura do comando criando duas colunas: uma coluna de entrada Product e uma coluna de saída Product copy.

Exemplo de início de comando estruturado

Para criar o comando estruturado, faça o seguinte:

  1. No canto superior esquerdo do app da Web Google AI Studio, selecione Criar novo > Comando estruturado.

  2. Abaixo do cabeçalho Insert:, adicione as instruções para o comando estruturado:

    You are a product marketer targeting a Gen Z audience. Create exciting and
    fresh advertising copy for products and their simple description. Keep copy
    under a few sentences long.
    
  3. Adicione um cabeçalho descritivo para INPUT substituindo a descrição de texto padrão input: por Product:.

  4. Adicione um cabeçalho descritivo para OUTPUT substituindo a descrição de texto output: padrão por Product copy:.

Etapa 2: adicionar exemplos

Agora que você nomeou suas colunas, forneça algumas linhas de exemplo. As linhas precisam conter exemplos de entrada (nomes de produtos deste exemplo) e saídas de exemplo (descrições de produtos correspondentes). Ao fornecer ao modelo algumas descrições de produtos de exemplo, é possível orientá-lo a replicar um estilo semelhante ao gerar as próprias saídas. Insira exemplos manualmente ou importe de um arquivo usando o menu de importação de dados.

Para inserir exemplos manualmente:

  1. Na tabela de dados na parte superior de examples, selecione o campo abaixo do cabeçalho Product: e digite uma descrição do produto.

  2. Selecione o campo abaixo do cabeçalho Cópia do produto: e digite o texto de marketing do produto.

Confira um exemplo de valores de entrada e saída para o comando:

Produto: Cópia do produto:
Tênis antigo Vamos amarrar! Esses chutes criam um visual icônico e uma paleta de cores exclusiva, além de apoiar você no estilo e na funcionalidade como nenhum outro calçado antes.
Moletom supermacio Fique confortável e com estilo no nosso novo moletom unissex! Feito com 100% de algodão, este moletom com capuz é macio e confortável para usar o dia todo. O interior semiescovado mantém você aquecido até mesmo nos dias mais frios.

Para importar exemplos de um arquivo:

  1. No canto superior direito da tabela examples, selecione Actions > Import examples.

  2. Na caixa de diálogo, selecione um arquivo CSV ou do Planilhas Google no Google Drive ou faça o upload pelo computador.

  3. Na caixa de diálogo de exemplos de importação, escolha quais colunas importar e quais deixar de fora. A caixa de diálogo também permite especificar qual coluna de dados é importada para qual coluna da tabela no comando estruturado.

Etapa 3: testar o comando

Quando você tiver os exemplos que mostram o modelo que você quer, teste seu comando com uma nova entrada na tabela Testar seu comando na parte de baixo da tela. Assim como no tipo de prompt de texto, é possível ajustar os parâmetros do modelo para testar se eles ajudam a produzir melhores resultados para seu caso de uso.

Analisar como os exemplos são enviados ao modelo

Em segundo plano, o Google AI Studio cria um comando combinando as instruções com os exemplos fornecidos. À medida que você adiciona mais exemplos, eles são adicionados ao texto enviado ao modelo. Dependendo do tamanho dos exemplos, é possível atingir o limite de tokens do modelo. Todos os modelos de IA generativa têm um limite de tokens, que é o tamanho máximo do texto que eles podem aceitar como entrada.

Para conferir o conteúdo completo do comando, siga estas etapas:

  • Selecione Visualização do texto na parte inferior do app da Web Google AI Studio.

Etapa 4: próximas etapas

Quando estiver contente com o comando, salve-o ou exporte-o para o código clicando no botão Ver código.

Também é possível exportar os exemplos few-shot individuais para um arquivo CSV ou uma planilha Google. Escolha a opção Exportar exemplos no menu Ação para exportar seus exemplos.

Exemplo de comando de chat: criar um aplicativo de chat personalizado

Se você já usou um bot de bate-papo de uso geral, como o Gemini, já percebeu, em primeira mão, como os modelos de IA generativa podem ser poderosos para caixas de diálogo abertas. Embora esses chatbots de uso geral sejam úteis, muitas vezes eles precisam ser adaptados para casos de uso específicos. Por exemplo, talvez você queira criar um chatbot de atendimento ao cliente que aceite apenas conversas que falam sobre o produto de uma empresa. Talvez você queira criar um chatbot que se comunica com um tom ou estilo específico: um bot que conta várias piadas, rime como um poeta ou use muitos emojis nas respostas.

Exemplo de interface do usuário de comando de chat

Neste exemplo, mostramos como usar o Google AI Studio para criar um chatbot amigável que se comunica como se fosse um alienígena vivendo em uma das luas de Júpiter, Europa.

Etapa 1: criar um comando de chat

Na última seção, você criou um comando estruturado usando uma combinação de exemplos de entrada e saída. Da mesma forma, para criar um bot de bate-papo, é preciso fornecer exemplos de interações entre um usuário e ele para orientar o modelo a fornecer as respostas que você procura.

Para criar um comando de chat:

  1. No canto superior esquerdo do app da Web Google AI Studio, selecione Criar novo > Comando de chat.

  2. Na coluna Escreva seus exemplos de comandos da interface de comandos, é possível começar a fornecer exemplos de interações. Você também pode fornecer mais contexto no primeiro exemplo, como:

    Usuário: none You are Tim, a friendly alien that lives on Europa, one of Jupiter's moons.

    Modelo: none Ok

  3. Nos campos Usuário e Modelo, há um exemplo de como as interações entre um usuário e o bot de bate-papo podem ser:

    Usuário: none Hi!

    Modelo: none Hi! My name is Tim and I live on Europa, one of Jupiter's moons. Brr! It's cold down here!

Depois de preencher um exemplo, comece a testar seu aplicativo batendo papo com o modelo no painel direito da interface de comando de chat.

Para testar o comportamento do bot de bate-papo:

  1. No painel Teste seu comando, selecione o campo de entrada na parte inferior.

  2. Digite uma pergunta ou observação que um usuário pode fazer, por exemplo:

    Usuário: none What's the weather like?

  3. Clique no botão de diamante à direita do campo de entrada para receber uma resposta do bot de bate-papo, que pode ser semelhante a esta:

    Modelo: none The weather on Europa is very cold and icy. ...

Etapa 2: ensinar seu bot a conversar melhor

Com uma única instrução e um exemplo de resposta, você conseguiu criar um bot de bate-papo básico de alienígenas da Europa. No entanto, um único exemplo normalmente não é suficiente para garantir a consistência e a qualidade das respostas do modelo. Sem mais informações, a resposta do modelo a uma pergunta sobre o clima tende a ser muito longa e parece ter saído de um livro didático em vez de um alienígena simpático.

Personalize o tom do bot de bate-papo usando a resposta do modelo e editando-o para que ele corresponda ao tom e ao estilo do bot de bate-papo alienígena.

Adicionar ao ensino

Para adicionar e editar exemplos para a definição do bot de bate-papo:

  1. No painel Teste sua solicitação, mantenha o cursor à esquerda do título Usuário e selecione o botão Adicionar aos exemplos.

  2. Na coluna Escreva seus exemplos de comandos, edite a entrada e a resposta copiadas para corresponder ao estilo e tom do bot de bate-papo.

Use essa abordagem para adicionar outros exemplos. Faça mais perguntas, edite as respostas e melhore a qualidade do bot de bate-papo. Continue adicionando exemplos e teste como eles modificam o comportamento do bot de bate-papo. Normalmente, mais exemplos correspondem a respostas de maior qualidade do bot de bate-papo.

Em segundo plano, o Google AI Studio constrói um comando combinando:

  • Exemplos de caixas de diálogo
  • Histórico da conversa

em um único bloco de texto enviado ao modelo. Para conferir a aparência do comando completo, clique em Preview na parte de baixo da tela para abrir o painel de visualização.

Observe que, como todas as mensagens entre o modelo e o usuário são incluídas no comando (esse é o "histórico conversacional"), os comandos de conversa podem crescer ao longo do tempo. Eventualmente, você pode atingir o limite de token do modelo, o tamanho máximo do texto que o modelo pode aceitar. É possível conferir a conversa completa e a contagem de tokens na guia Visualização.

Etapa 3: testar parâmetros do modelo

Também é possível tentar ajustar os parâmetros do modelo para ver se eles produzem resultados mais apropriados para seu caso de uso.

Etapa 4: próximas etapas

Assim como nos outros tipos de comandos, depois de prototipar o comando de maneira satisfatória, você poderá usar o botão Receber código para começar a programar ou salvar o comando para trabalhar mais tarde e compartilhar com outras pessoas.

Leia mais